sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Drácula II - A ascensão

Parece que Wes Craven gostou fazer Drácula 2000, porque apenas três anos depois saiu a continuação. Com o titulo de Drácula II - A Ascensão. Admito que o enredo é legal, mas não ver Gerard Butler como Drácula foi uma decepção, não só para mim, tenho certeza.


------------------------------------

Sinopse:
inicia-se com uma sequência ambientada em Ostrava, na República Tcheca, onde o caçador de vampiros e decepador de cabeças Padre Uffizi (Jason Scott Lee), está perseguindo duas belas vampiras gêmeas, interpretadas por Jennifer Kroll. A ação volta-se então para dois meses depois em New Orleans, Estados Unidos, numa escola de medicina.
Após um rápido flashback do primeiro filme, mostrando um corpo queimando pendurado numa cruz, dois estudantes que trabalham no necrotério da escola, Luke (Jason London) e a bela Elizabeth Blaine (Diane Neal), recebem o corpo carbonizado para uma autópsia de rotina. Ao descobrirem a possibilidade do cadáver ser de um vampiro (Stephen Billington), eles fogem com o corpo e informam o professor Lowell (Craig Sheffer), um paraplégico influente na escola, sobre a descoberta. Eles se reúnem com outros amigos, Tanya (Brande Roderick), Kenny (Khary Payton) e Eric (John Light), e juntos tentam reviver o vampiro mergulhando-o numa banheira de sangue. O objetivo do grupo era obter o conhecimento da vida eterna e tentar uma cura para o Prof. Lowell, tirando-o da cadeira de rodas que o incomoda há três anos.
Porém, o destino reservaria para todos eles muitas surpresas com o vampiro revivido e mantido preso em correntes banhadas em prata, além da presença perigosa do caçador de vampiros Padre Uffizi, que está atrás da criatura aprisionada, utilizando armas afiadas e métodos pouco convencionais de libertação da alma dos amaldiçoados.

Um comentário: